05 setembro 2014

Uso da pomada Postec

Esse é um dos post's mais comentados e visualizados porque sempre temos dúvidas sobre essa pomada, e sempre procuramos ver depoimentos de algumas mães que usaram nos seus filhos. Eu sou uma delas, e recomendo!
Há mães que preferem optar pela cirurgia, outras pelo exercício. EU prefiro o exercício juntamente com a pomada, evita com que nossos filhos tenham o desconforto da cirurgia e o pós a cirurgia.
Vários pediatras me recomendaram ela, e agora é a terceira vez que estou usando ela no Arthur. Bom, a primeira vez funcionou sim, mas parei de usar e acabou que a pele voltou de novo, porque eu não havia utilizado a pomada até a pele descer e mostrando a glande completamente. Na segunda vez foi o mesmo. E agora estou novamente usando, faz somente duas semanas e a diferença é visível, antes do uso não tava dando pra ver nem o canal externo por onde sai a urina, mas agora já da pra ver claramente a glande, e vou continuar usando até que desça totalmente.
Eu uso sempre quando ele vai dormir, puxo a pele até onde vai,  passo a pomada e subo ela de novo. E lembrando: Tem que fazer sempre aquele exercício no piupiu dos nossos pequenos, e recomendo durante o banho, fazendo também uma limpeza. 
 Mas é claro que o pediatra do seu filho irá melhor informá-los sobre o uso, quantas vezes ao dia tem que passar e tal. 
E o preço, aqui em minha cidade eu encontro de 60 reais.


02 setembro 2014

Feliz Aniversário meu príncipe 25/08

Meu príncipe, 3 anos se passaram, você já cresceu tanto, cada dia me enchendo de orgulho.
Acho que não existem palavras para descrever o meu amor por você, desde o momento que te senti em meu ventre eu te amei com todas as minhas forças, um amor que foi só aumentando cada dia. Você nasceu e encheu meus dias de cor, apesar das noites em claro, dos banhos curtos para não deixa-lo só, das unhas curtas, dos cabelos sem cuidar, tudo isso e muito mais vale a pena. Lembro-me como se fosse hoje as noites que tive que me manter acordada por você estar doente, com febre, das milhares de vezes que ainda acordo pra poder de cobrir durante a madrugada. Quantas vezes você se machucou, ou sentiu uma dor que eu não pude evitar, mas minha vontade era de senti-la pra você, não deixar você sofrer em nenhuma circunstancia.
Meu coração não cabe de tanta alegria a cada conquista sua, a cada coisa nova que você aprende, a cada palavra nova que você diz, a cada abraço apertado que você me da, os beijos, os carinhos, suas palavras “não chora mamãe” “Arthur gosta muito de mamãe”, até mesmo quando você diz “mamãe peia, veia” eu fico feliz.
Você é e sempre será o homem da minha vida, príncipe. Vou lutar para dar a você o futuro melhor que eu puder, e te fazer feliz, ser a melhor mãe que eu puder.
Feliz aniversário meu anjo, você é a luz da minha vida, minha inspiração, minha alegria. Que Deus ilumine teus caminhos todos os dias, e que seu anjinho da guarda te acompanhe todo o tempo, te protegendo e livrando de todo o mal! Eu te amo infinitamente, incondicionalmente!




New Tattoo

A algum tempo eu já queria fazer, e enfim saiu...


Homenagem ao meu príncipe! ♥

Aviso!

Tenho muitos post's a fazer. Mas minha internet não está cooperando. Jajá consigo postar todos os post's atrasados, de aniversário!

Batizado 17/08/14

Enfim aconteceu o batismo, e foi lindo!
Foi tudo muito corrido, em agosto eu fiz a inscrição do batizado e comecei a programar tudo, fazendo as lembrancinhas e tal. Fui a loja e aluguei a roupinha (lindaaaa!) e dessa vez ele aceitou vestir, ficou um verdadeiro príncipe todo de branco, fiquei apaixonada.
Decidi fazer somente um almoço após o batizado, um almoço só mesmo para os familiares.
E então no dia 17/08/14, o tão esperado dia chegou, e eu fiquei meia preocupada do Arthur dar um “piti” bem na hora, mas pra minha surpresa e felicidade ele se comportou tão bem, fiquei muuuuito orgulhosa. Na hora do padre jogar a água eu imaginei que Arthur ia fazer um escândalo, mas não fez hehe. 
To me sentindo tão realizada e feliz!



14 julho 2014

Desobediencia e pirraça



Este é um tema bastante polêmico, até porque cada mãe tem sua maneira de criar e educar o seu filho,  o importante é que todas nos queremos o bem pra eles, e vê-los bem educados e obedientes né?! Mas qual é a maneira correta?
Eu confesso que ultimamente estou perdendo a paciência bem rápido, Arthur está passando dos limites, penso diversas vezes “preciso da super nanny”. As vezes evito de sair com ele pra alguns lugares porque sei que ele vai dar trabalho.
O Arthur foi convidado para ser pajem no casamento de uma amiga, até ai tudo bem, até o momento em que fui alugar o terno... A criança chorou tanto que parecido que tava vendo um bicho na frente dele, não quis vestir por nada nesse mundo aquela roupa, fiz de tudo, chantagem, xingo, e a vergonha que eu passei?! Acabou que cancelei, ele não vai entrar mais... Fiquei tão chateada que chorei até... É muito chato ter que ouvir palpites dos outros como “se fosse meu filho...”, só nos mães pra saber como é ruim, e que se fosse fácil já tínhamos solucionado tudo.
Com isso e muito mais tenho pensado muito em como cria-lo e educa-lo, se vou conseguir dar o meu melhor, porque é melhor aprender com o amor dos pais do que com a frieza do mundo.
Vou ir tentando algumas dicas para melhorar o comportamento dele. 

- Inicialmente, mantenha um comportamento sereno. Tente ignorar a birra, falando com a criança de modo calmo e pausado, porém firme. Procure entender e explicar a situação. Se isto não funcionar, a criança deve ser castigada.

- Quando digo “castigada” não estou falando “surrada até a morte exsanguinante”. Punir a criança com tapas e beliscões pode ser uma solução rápida, mas certamente é pouco duradoura. Além disso, você estabelece um ciclo de agressões e truculências que não leva a nada. Um excelente exemplo de castigo é proibir a criança de brincar com os coleguinhas ou de assistir ao programa preferido de TV durante uma semana.

- Se a criança não ceder, ela deve ser subordinada. Novamente, isso pode ser feito sem violência. Como? Mostre-se fora de controle, faça a criança perceber que, se é para perder a cabeça, você pode ser mais perigosa que ela. Mas nunca subordine fazendo ameaças ou gritando em público: a audiência só faz a criança aumentar o teatro. No final da subordinação, aplique um castigo.

- Se a pirraça estiver relacionada a uma situação onde não existe possibilidade de negociação (p.ex.: a criança não quer tomar banho, ou se joga no chão para não atravessar a rua, etc), pegue a criança com firmeza pelos braços, sempre dizendo o que você está fazendo e porquê. Não bata nem discuta. Quando terminar de fazer o que precisava ser feito, avalie se é ainda necessário aplicar alguma forma de castigo.

E vamos lá!

18 junho 2014

Sumi mas voltei!

Oiiii gente, desculpem-me o sumiço, a gente acaba relaxando e não postando, esses últimos tempos eu estava meia sem tempo! Sem contar minha net que está caótica.
Como agora to estudando a noite, (Técnica em Fármacia *----*) a noite eu nem to entrando, a não ser pelo celular.
O Arthur tá ótimo, bem grande. Maaaas, to a ponto de chamar a Super Nanny!